Lyle, o Imprevisível

Um tiefling nerd e bacana de alma leve e magia "peculiar".

Description:

Ficha do personagem | Orcpub

Descrição física | Um tiefling alto de pele acobreada, orelhas compridas e cabelos grandes com uma grande trança, que escondem os dois chifres laterais curtos e espiralados como chifres de carneiro. Sempre portando vestes xamânicas e tribais, também anda sempre com uma algibeira grande de couro do lado do corpo.

Turquesa é a cor de seus olhos, um pouco nublados pela imensa armação do óculos que ele veste. Seus dois focos arcanos, a orbe e a varinha, também tem a mesma cor turquesa. Sua cauda acobreada também é comprida e fina como a trança, com as mesmas bandagens e um anel de prata no final.

Bio:

Nunca muito bem vindo entre os humanos ou entre sua própria comunidade infernal em Yhaunn, Lyle (láile) se descobriu com um grandioso poder místico logo quando criança. Teria sido mero presságio de boa sorte e de uma vida temerária de aventuras em que tantos outros Tieflings se metem, se uma grande tragédia não tivesse ocorrido, uma lembrança que ele evita até hoje.

Visto a partir daí como um demônio mesmo entre seus próprios pares, ele é então forçado a estudar magia. Com quase dez anos de graduação na torre mágica do transmutador Loleari, vive os anos mais ingratos de sua vida memorizando arcanismos não muito úteis para uma magia como a dele que, essencialmente, vem de pura manifestação de sua vontade e do inconsciente.

Logo que se gradua como um sábio ele se interessa por saberes arcanos toscos para a maioria dos eruditos clássicos. Tais como a magias entrópicas, trabalhos xamânicos e divinação, o que para seu mestre transmutador é a pior linha de atuação que um orientando já escolheu em 553 anos acadêmicos de experiência. Eles ainda trocam cartas pela década que passaram juntos, mas só cartas mesmo.

Lyle então seduz Loleari aos poucos com um truque aqui e outro ali, a lhe deixar ir embora com as devidas permissões necessárias, já que ambos não tinham mais nada acadêmico em comum, e sobe para o norte a procura de diversão e da liberdade que nunca teve. Descobre a força pessoal que possui e se envolve com bruxos, xamãs, artistas e mulheres de favores pessoais discutíveis. Acaba nos Harpistas assim…

Suas primeiras peças de ouro e o aval Harpista o ajudam a criar um módico estabelecimento de diversões em Phlan – a Casinha das Delícias – e ele se vê cada vez mais feliz. Não há ninguém pra ditar ordens ou encher o saco do que é necessariamente preciso fazer, então o Feiticeiro vive solucionando pequenos conflitos locais com mulheres e truques. Ele é um cara muito legal, apesar da aparência, que está pronto pra fazer o bem desde que não caguem regra na vida dele. É assim que ele adquire sua primeira missão para os harpistas, em nome de Gimble.

Por fim, apesar da aura de nerd distraído e sabe tudo mágico, do guarda roupa doido e óculos de aro grosso, há em Lyle um divertido falastrão bon vivant, alguém feliz com seu lugar no mundo mesmo com seus mistérios e gostos estranhos… Ao menos até dar ruim sua próxima magia selvagem, ou ao relembrar a pergunta sem resposta na sua vida: o porquê da magia dele ter nascido matando sua irmã gêmea, Kyle.

Equipamento | Orbe e varinha turquesas (focos arcanos), Lanterna de Alça, Óculos doidos, Roupa doida e tribal elegante, Adaga bacana, Colchonete. Um tubo para papel contendo 2 pergaminhos usados, 8 em branco, uma ampola vedada de nanquim, uma pena e a ultima carta de seu mestre trocando ideias com ele. Sua mochila de aventureiro contém queijo, vinho, óleo, ervas pra tempero, sabonete, perfume, corda de seda, uma garrafa vazia, um pratinho, uma faquinha, e um sininho sem badalo (trinket), trancada a cadeado.

Lyle, o Imprevisível

Adventurers League mmbajay Thomaz_F