Bradley Braddock

Description:
Bio:

Sempre Inverno

Em uma cabana coberta por neve nos arredores da cidade de Hulburg, durante a época mais fria do ano, nasceu Bradley. Filho de mãe solteira, o garoto passou por muitas privações e dificuldades para sobreviver em um lugar castigado pelo inverno. Sua mãe, Mihra sustentava a família trabalhando como tecelã para os mercadores da cidade, ela recebia o material e fazia lindos casacos de lã para serem levados até a cidade e vendidos, enquanto ela e seu filho agonizavam em um frio de congelar a alma em suas roupas ralas de tanto uso. O dinheiro era escasso e a comida era, em sua maioria, podre.

Durante os primeiros anos de vida de ele ajudava sua mãe durante todo o dia, o garoto não teve momentos para se relacionar com outros de sua idade. Para evitar a solidão e se divertir, o menino usava muito a sua imaginação, certas vezes ele fechava os olhos e imaginava outra realidade em sua mente, lugares onde nunca esteve e aventuras que nunca vivenciou, para tentar amenizar o frio e a fome. Com o tempo ele foi ficando muito bom em usar a sua mente para criar histórias e escapar das dificuldades da vida.

Com o passar dos anos e a chegada da juventude o rapaz sempre se perguntava quem seria seu pai, sua mãe nunca falou muito sobre o assunto. Mihra era sua unica família, não haviam tios, primos ou quaisquer tipo de parentes que ele conhecesse. Cenário esse que fez Bradley repensar sua vida quando Mihra não conseguiu suportar as dificuldades de mais um inverno e veio a falecer vitima de uma doença que se arrastou por meses e a fazia delirar durante os poucos momentos em que estava acordada, ninguém foi capaz de ajuda-lá.

Sozinho e sem nada, a migração para a única cidade que ele conhecia era inevitável. Ele vagou em busca de trabalho por toda a cidade mas não obteve sucesso, a cidade passava por uma crise sem precedentes, poucos viviam acima da linha da pobreza, acabou tendo de sobreviver nas ruas, o que não era fácil. Durante este período ele teve que aprender a se defender daqueles que tentavam roubar o pouco que ele conseguia de alimento vindo da misericórdia dos clérigos, adversidades essas que o fizeram ter dificuldade em confiar nas pessoas. Com o tempo ele aprendeu a sabedoria das ruas: a andar sem ser percebido, a achar pessoas e informações de maneira eficiente, a usar o pouco que tem ao seu favor.

Esses anos morando nas ruas de Hulburg fizeram com que as habilidades de Bradley se tornassem cada vez melhores, ele conseguia usar a sua esperteza para sobrepujar as dificuldades, até mesmo durante as brigas que haviam nas ruas, a prática foi aperfeiçoando seus dons. Em um dia de distribuição de comida na praça central, como de costume, depois que os clérigos saíram houve uma briga pela comida e ao final do embate um homem se aproximou do jovem e lhe ofereceu um emprego na companhia de mercenários Escudos Vermelhos.

Vermelho é a cor mais quente

Aquecido e bem alimentado pelos Escudos Vermelhos, o jovem passou a usa o seu sobrenome, Braddock, única herança deixada por seu pai. Finalmente ele havia encontrado uma oportunidade de mudar sua realidade para melhor, o trabalho não era fácil, mas Bredley já havia passado por coisa pior. Os primeiros meses foram de difícil adaptação, ele não se encaixava em nenhuma função que lhe era dada, ele aprendeu a usar bestas como forma de defesa e conheceu Lucian, um bárbaro da companhia com quem teve afinidade logo de cara, realizando muitas escoltas junto de seu amigo, mas para si era mais fácil usar a esperteza e não os músculos.

Durante uma temporada de muito chuva, Bredley foi alocado para trabalhar no departamento de intendência da companhia. Lá ele conheceu um homem de cabelos grisalhos, roupas coloridas e fala solta, chamado: Rolando Lero. Finalmente ele havia encontrado um lugar onde podia aprender algo que achava útil e ainda ficar longe dos perigos. O trabalho na intendência era simples: Acha a rota com menor perigo até o destino, Calcular o suprimento que os mercenários iriam precisar e cuidar da papelada. Rolando sempre evitava a burocracia da papelada, ele mesmo as forjava e isso para Bradley uma habilidade que ele deveria aprender a todo custo. Ter a possibilidade de conseguir documentos de fé pública sem gastos e sem demora parecia o “El Dourado” para o rapaz.

Era tradição entre os Escudos Vermelhos realizar um grande banquete no inicio da estação mais quente do ano, servia como forma de aproximar os membros e comemorar mais um ano de irmandade. Durante o banquete do último ano, Lucian se desentendeu com os superiores que acabaram por expulsá-lo da companhia, Bradley via ali uma oportunidade fantástica de ganhar mais dinheiro e colocar em prática tudo aquilo que ele aprendeu com rolando, fundando uma companhia de mercenários junto com seu amigo. Nascia a S.W.A.T. – Security for Wagons, Artifacts and Treasures.

Bradley Braddock

Adventurers League mmbajay R4mbozo